O presidente cubano Raúl Castro enviou uma carta a Oscar López Rivera para homenageá-lo pela sua lealdade e bravura em defesa da sua pátria. O independentista porto-riquenho passou 35 anos preso nos Estados Unidos, por defender a independência do seu país que até hoje é uma colónia norte-americana.

Desde que López Rivera entrou definitivamente em liberdade, nesta quarta-feira (17), Porto Rico está em festa. O independentista passou 35 anos preso nos Estados Unidos, destes, 12 em uma cela solitária, sem absolutamente nenhum contato com sua família. O crime de López Rivera foi lutar para seu país deixar de ser uma colônia norte-americana.

Para o presidente cubano, a luta de López Rivera é importante não apenas para Porto Rico, mas para a soberania de toda a América Latina e do Caribe. Raúl fez questão de enviar uma carta ao independentista e convidá-lo para uma visita à ilha comunista “assim que possível”. “A história não vai esquecer sua firmeza e lealdade à causa pela independência de Porto Rico, que é essencial para Nossa América”, diz o documento.

Carta a Oscar López Rivera:

Querido companheiro Oscar,

Receba fraternais felicitações em nome do Partido [Comunista], do governo e do povo cubano, compartilhamos a alegria pela sua libertação.

A história não vai esquecer a sua firmeza e lealdade à causa pela independência de Porto Rico, que é essencial para a Nossa América.

Esperamos-te em Cuba, assim que seja possível, com as honras e o afeto que mereces.


Um abraço,

Raúl Castro Ruz.

 

 

Fonte - Portal Vermelho